300x250 AD TOP

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Encontrado em: , ,

Consumidor - Comprador emocional

Por Carlos Eduardo Velozo
(Clique nas imagens para ampliar)

Imagem: Reprodução
Em jornais está estampado: "Especialistas dão dicas de como gastar o 13º salário neste fim de ano". Existem diversas dicas sobre como o cidadão pode gastar ou investir seu dinheiro, as dicas são boas, mas de que valem elas, pois se abrirmos nosso notebook, nosso pc ou ligamos a TV, nos emocionamos com várias propagandas de produtos ou serviços mostrados. 

Já perceberam que as propagandas de bancos, falando de empréstimos têm famílias felizes e mexem com nossas emoções? Elas entram dentro do nosso âmago, de nossos sentimentos, nos sensibilizam de tal forma, que caímos como patinhos na armadilha de pedir um empréstimo sem "culpa", assim realizamos nosso sonho de um final de ano feliz e cheio de compras, endividados!

Perceberam que as propagandas das lojas de departamentos são rápidas, as imagens passam velozmente e mudam a cada 3 segundos, apenas os valores das prestações são enfatizados e muitas vezes repetidos, toda esta velocidade de imagens e números mexem com nosso prazer, então
Imagem: Reprodução
gastamos comprando um produto porque sentimos vontade e só visualizamos a parcela da
prestação, mais um natal feliz com presentes, endividados!

Então, quando virem estas dicas em jornais, leiam atentamente e tentem não ver nenhuma propaganda de banco ou de lojas de departamentos se for capaz. Pois todo ano tem vários especialistas nesta época dando dicas, eles só esquecem um detalhe: Todos nós temos um lado comprador emocional, principalmente nesta época. Só resta-nos descobrir qual lado nos controla, o emocional ou racional!

0 comentários:

Postar um comentário