300x250 AD TOP

terça-feira, 4 de março de 2014

Encontrado em: , ,

Trânsito - Participe da Campanha Maio Amarelo: faça a sua parte!


Por Márcia Pontes
Educadora de Trânsito


Imagem: Divulgação
Não é novidade para ninguém a minha insistência em praticamente todos os textos: Blumenau precisa urgente de ações educativas e preventivas que estimulem a aprendizagem de comportamentos seguros e defensivos no trânsito que envolvam toda a população. Mas, não se pode esperar que essa iniciativa venha somente do poder público, que muitas vezes dormita, pelo menos nesse assunto.

O fato é que diante da realidade dos acidentes de trânsito nos seis bairros de abrangência do Conseg134, a saber: Velha, Velha Grande, Velha Central, Salto Weissbach, Passo Manso e Água Verde, o Conseg da Velha deu o pontapé inicial tomando a iniciativa e chamando à responsabilidade todos os representantes da sociedade organizada. Um fato decisivo foi a morte por atropelamento em cima da faixa da Dona Iracema Schnnatz, 72 anos. Foi a gota d’ água.

A primeira reunião foi no dia 28 de fevereiro e contou com 22 participantes. Além de representantes da Escola Pública de Trânsito, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Cerest, Secretaria de Desenvolvimento Regional do Estado, Detran, Câmara de Vereadores, Instituto Federal Catarinense, SEST/SENAT e Associação de todos os Conselhos de Segurança dos 35 bairros de Blumenau, tivemos dois parceiros que não poderiam faltar: a ABC Ciclovias e a Saúde do Idoso – Pró-Família. 

Mais parceiros

Na reunião formou-se uma comissão de visitas a novos parceiros como a Abludef, o Sindicato das Autoescolas, Conselho Municipal de Saúde (afinal, acidentes de trânsito são problemas de saúde pública), secretarias municipais e estaduais de educação, sindicato das escolas particulares, ACIB, CDL e AMPE. Também receberão convites as polícias rodoviárias estadual e federal, Rede Feminina de Combate ao Câncer, Rotary Club, gestores dos cursos de Engenharia e Arquitetura da FURB e Instituto de Arquitetos do Brasil, dentre outros.

Imagem: Divulgação
A parceria com a mídia também é fundamental, pois é por meio da mídia que ficamos sabendo de tudo que acontece no trânsito da nossa cidade. Principalmente sobre as tragédias, os acidentes, os atropelamentos, as mortes e os feridos. É por meio da mídia em seus programas, quadros e reportagens que a mensagem da segurança no trânsito por meio dos autocuidados e aprendizagens de comportamentos seguros e defensivos que poderemos atingir um maior número de pessoas.

O objetivo é buscar parcerias, aproveitar aquilo que cada um tem e pode oferecer de melhor de forma conjunta e participativa para repensarmos a situação do trânsito em Blumenau a partir dos 3 pilares do trânsito seguro: engenharia/ergonomia; fiscalização e educação.

Projeto Modelo

Enquanto os representantes da sociedade organizada buscam de forma conjunta traçar as linhas de atuação com formação de comissões que já estão trabalhando, a Campanha Paz no Trânsito: faça a sua parte, também vem atuando na linha de base, com as crianças da Educação Infantil.

Trata-se de um trabalho que já vinha sendo realizado no Espaço Educativo e Recreativo Cantinho do Bom Pastor, na Rua dos Caçadores, e que começou pela parceria entre mim, Márcia Pontes, como parte de uma pesquisa científica em Educação para o Trânsito, e a professora Alconides Ferreira de Sena, uma batalhadora incansável e reconhecida pelo Projeto Pequenas Ações, Grandes Valores. 
O Cantinho do Bom Pastor fica na Rua dos Caçadores, no coração do bairro da Velha, em que um dos sons mais comuns que as crianças ouvem o dia inteiro é o de sirenes de ambulâncias. O diferencial deste projeto que agrega à Campanha Paz no Trânsito: faça a sua parte, é que trata-se de uma ação permanente que tem como principal eixo os valores de convivência e a parceria com os pais.

Imagem: Divulgação
Trânsito faz parte das atividades cotidianas das professoras com as crianças. Eles passam por um curso de formação de agentes de trânsito mirins ministrados pelas próprias professoras, na formatura recebem a CNH Mirim que dá direito a conduzir com segurança veículos apropriados às crianças  (Tonka, Velotrol, patinete e outros) e também de chamar a atenção dos adultos que não se comportam bem no trânsito.

As crianças também recebem formulários de multa moral para notificarem os pais cada vez que eles cometerem infrações como: não usar cinto de segurança, não protegê-los na cadeirinha beber e dirigir, falar ao celular enquanto dirige, não dar a vez ao pedestre, falar palavrão no trânsito, jogar objetos pela janela do veículo, dentre outras.

A JARI dos pais infratores é a própria escola e a infração será analisada em conjunto com os próprios pais, as professoras e as crianças. A multa? É decidida em conjunto também e passa pelo pedido de desculpas dos pais e o ensino de como se deve agir com segurança no trânsito. As crianças garantem: os pais estão se comportando direitinho e dando bons exemplos.

Maio Amarelo

 
Da reunião no dia 28 de fevereiro também se formou a comissão que será responsável pela execução do Movimento Maio Amarelo em Blumenau. Trata-se de um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito e segurança para todos em qualquer situação. O objetivo é mobilizar a sociedade e as instituições em torno do tema, estimular a participação da população, empresas, governos e entidades.

Imagem: Divulgação
A exemplo do Outubro Rosa e do Novembro Azul, o símbolo do Maio Amarelo é um fitilho amarelo usando na lapela. O amarelo simboliza a atenção e também a sinalização de advertência no trânsito. A escolha do mês de maio é porque no dia 11 deste mês em 2011, a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Com isso, o mês de maio se tornou a referência mundial para o balanço das ações realizadas em segurança no trânsito no mundo. E porque em maio comemora-se a Semana Mundial de Segurança ao Pedestre, lançada em 2013, a partir da morte da neta de Nelson Mandela atropelada aos 13 anos. 

Blumenau está acordando para os problemas e a busca de soluções para o trânsito e isso é um ótimo sinal. Melhor ainda é que a iniciativa partiu de representantes da própria comunidade, da sociedade organizada cansada de esperar pelo poder público. Mas, que tem nos representantes do poder público e de outras entidades, inclusive do Sistema Nacional de Trânsito, os seus melhores parceiros.

O fato é que ninguém consegue fazer nada sozinho e o trabalho compartilhado, assim como é o trânsito, faz toda a diferença. Juntos, somos mais fortes e juntos, podemos salvar milhões de vidas. Quem sabe dessa iniciativa Blumenau tenha a sua primeira política pública para a segurança no trânsito às vésperas de completar 164 anos?

1 comentários:

  1. Parabéns Marcia, iniciativas como esta com certeza ira enraizar a conscientização para a educação no trânsito de nossa cidade em um futuro próximo, pois as crianças estão cada vez mais dando exemplos aos adultos, principalmente os incentivados por educadores comprometidos como você, mais uma vez parabéns.

    ResponderExcluir