300x250 AD TOP

quinta-feira, 27 de março de 2014

Encontrado em: , , ,

Sociedade e Política - Nação Perdida.


Aviso aos Navegantes, vou repetir vários temas que já abordei em outros textos, continue por sua conta, risco e paciência.

Vivemos atualmente no Brasil uma guerra civil velada entre crime organizado e a sociedade civil, além de enfrentarmos uma crise política de proporções históricas.

Tem havido enfrentamentos entre manifestantes e a polícia com atos lamentáveis de ambas as partes, vide o mais próximo de nós que foi o embate entre a polícia com os estudantes da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Você já observou como a polícia militar de São Paulo vem “lapidando” suas técnicas de repressão às manifestações? Com direito a “pelotão ninja” e tudo mais. Pelotão ninja? De onde esses caras arrumam esses nomes, de algum filme de ação dos anos 80? Um governo que tenta tratar manifestações populares como “atos terroristas” sinceramente me tira do sério.

Black Blocs? Mst? Tudo farinha do mesmo saco, maça de manobra dos “Comunas”, praticamente um exército de aluguel, bandidos!!!

Sabe a “Força Nacional de Segurança Pública (FNSP)”, aqueles que usam “Boinas Vermelhas” e têm uma semelhança dantesca com os uniformes do exército do país fictício de “Vilena” que aparece no filme “Os Mercenários”, quele mesmo filme que foi gravado no Brasil? É incrível como são parecidos tanto na estética quanto em seus objetivos, ou seja, a Força Nacional está mais para um exército de uma ditadura do que para protetores da população. 

Outra semelhança absurda que a FNSP nos remete é à criação da SS Nazista, uma organização paramilitar que servia ao partido nazista. Paramilitares!! Não se engane, a FNSP não é unicamente uma “Força Policial”.

É justamente este exército particular que irá fazer a “segurança” na copa do mundo de 2014. Seria cômico se não fosse trágico. Somos um país com “Força de Segurança paramilitar” e com “Polícia Militar”, isso de fato não parece coisa de um país que preze a liberdade individual e o bem coletivo, pois soldado persegue INIMIGOS e não CIDADÃOS.

Polícia deve “Proteger e Servir” e não “Escravizar e Punir”.
Em uma publicação do “Comitê Internacional da Cruz Vermelha” é afirmado que :
“ É preciso ter uma força bem treinada, profissional e disciplinada para tranqüilizar ou dispersar uma multidão. O desafio é grande para a polícia ou as forças de segurança, que podem ser mal-preparadas ou mal-equipadas para uma tarefa deste tipo. No entanto, o desafio é bem maior para os membros das forças armadas, cujo papel ou missão os prepara para lidar com inimigos e não com seus concidadãos. Eles não são, portanto, treinados ou equipados para controlar uma multidão.”

Portanto, aos defensores do “retorno” do exército às ruas e ao governo eu só posso fazer lamentar. Nenhuma ditadura é boa, nem a de esquerda e muito menos a de direita. O Iraque é um belo exemplo de um povo que no início apoiou um ditador que foi Saddam Hussein e depois teve um arrependimento tardio. .

Exército é treinado para combater e não para proteger. Sua função é garantir a “soberania nacional” contra “ameaças” internas e externas e não fazer papel de polícia.

Vejo atualmente muitos defensores do “retorno” do governo militar e posso somente afirmar que um Presidente com patente militar e que, tenha sido eleito pelos cidadãos difere de uma presidência imposta em uma ditadura e muito menos significa que este Hipotético Presidente faria uso do exército como força policial.

Polícia é polícia, exército é exército. 

Mesmo que esta afirmação pareça pueril e óbvia ela não é menos verdadeira por conta disso. Friso o que sempre afirmei, o Brasil só pode melhorar quando investirmos massivamente em “Educação, Saúde e Segurança”. Acredite, quando houver Educação e Saúde de qualidade haverá Segurança de qualidade, pois tanto educação quanto saúde são de fato uma forma de “Segurança Preventiva”.

Queremos uma nação melhor, porém cabe muito mais a nós fazermos o trabalho pesado e pormos a “mão na massa” para começar as mudanças necessárias do que aos “políticos” de araque e sangue sugas que temos (que me perdoem os bons políticos estejam em que planeta estiverem).

Chega de votos do cabresto ou coronelismos disfarçados de benefícios sociais. Nosso povo urge por “autonomia” para viver com orgulho e não de assistencialismo barato que só domestica aqueles que dependem dessa renda.

Povo educado e saudável é povo RICO.

O cantor e compositor “Oswaldo Montenegro” em uma de suas canções diz o seguinte: “Eu insisto em cantar, diferente do que ouvi. Seja como for recomeçar, nada há, mais há de vir”.

- “Seja como for recomeçar”. Existe uma expressão mais bela do que esta? Você recomeça porque tem esperança e quer fazer diferente, quer mudar, quer ser melhor, quer tentar. Então meu caro cidadão brasileiro, tente, não perca a esperança de que nossa nação pode ser melhor, pode ser justa e não mais uma Nação Perdida.

Imagens: Reprodução

0 comentários:

Postar um comentário