300x250 AD TOP

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Encontrado em: , , ,

Sociedade - Programa de Agricultura Urbana

Por André Luciano Heerdt
(Clique nas imagens para ampliar e clique em continuar lendo para ler a matéria na íntegra) 

Programa de Agricultura Urbana

Imagem: Reprodução
Você sabia que na cidade de Rosário na Argentina (nosso vizinho), emergiu um Programa bem interessante chamado: - Programa de Agricultura Urbana (UPA)?
O projeto emergiu da crise econômica ocorrida no país em dezembro de 2001, quando os níveis de pobreza chegaram a 60%. Então surgiu a iniciativa como uma resposta a esta realidade por meio de uma proposta de produção!
O fomento ao plantio de frutas, legumes e verduras em hortas comunitárias na periferia da cidade de Rosário, em terrenos abandonados ou da prefeitura, promovendo assim, uma fonte alternativa de renda para a parcela mais pobre da população.

Entenda mais.

Este Programa foi criado para ensinar técnicas de plantio e de formação de cooperativas com pequenas hortas nas regiões mais pobres da cidade, geridas pelos próprios moradores. O apoio do governo foi fundamental também para auxiliar na criação de uma rede de compradores, tanto em “feiras livres, quanto em supermercados”. A visibilidade do projeto facilitou a regularização de terrenos abandonados como locais para as hortas e a criação de um mercado consumidor destes produtos locais.

Operação:


Imagem: Reprodução
Logo no início já foram treinadas cerca de 1.200 pessoas, a maior parte desempregados, pertencentes a organizações sociais e grupos comunitários em diferentes bairros da cidade. Com uma área de 2 mil m2. Entre treinamento, produção e técnicas agroecológicas.

Eixos do Curso:

- Hortas comunitárias produtivas e orgânicas;

- Produção, Gestão e Uso Sustentável de Plantas Medicinais e Aromáticas;

- Reciclagem de resíduos sólidos e compostagem.

Foram agregados ao currículo os seguintes temas:

- Economia Solidária;

- Cooperativas e organização comunitária;

- Consumo ético, justo e responsável;

- Construção e fortalecimento de redes.

Objetivos

Imagem: Reprodução
Promover um processo de construção de desenvolvimento endógeno, baseado na participação e apoio às formas de produção, transformação, comercialização e consumo de alimentos saudáveis. O projeto busca a integração social das famílias vulneráveis ​​na cidade de Rosário. Ou seja: - alimentos saudáveis nas escolas, para a melhoria dos níveis de memorização e qualidade de vida para nossas crianças. Além disso, comprando na feira, há a certeza de que esses produtos desenvolvidos na Agricultura Urbana são produtos limpos, totalmente isentos de agrotóxicos.


Entre os dias 2 e 6 de outubro de 2013 foi comemorada pelo 9° ano consecutivo a Semana da Agricultura urbana com inúmeras atividades para os agricultores, alunos e público em geral em torno da temática. Hoje são: 640 hortas para o consumo familiar e comunitário,140 hortas que comercializam em feiras e 5 feiras semanais em locais públicos. Geração de emprego, melhoria da condição e posição das mulheres na comunidade.


Instituições envolvidas

Imagem: Reprodução
• Centro de Estudios de Producciones Agroecológicas
• Secretaría de Promoción Social, Municipalidad de Rosario
• Ñanderoga, crianças com desvantagens sociais
• Programa Pro-Huerta del Instituto Nacional de Tecnología Agropercuaria Regional Santa Fe

Em São Paulo a gente possui algo semelhante que é as Hortas Urbanas. Com esse projeto pretende-se acompanhar em quais bairros da cidade de São Paulo já existem hortas comunitárias. Adicionalmente, serão mapeadas UBS e Escolas municipais que tem hortas e espaços de compostagem para a comunidade. Vale a pena ouvir o áudio do final das fontes abaixo. Hortelões Urbanos, desenvolvidos por ciclistas, sim você entendeu bem: - Hortas dos Ciclistas!

Fontes






0 comentários:

Postar um comentário