300x250 AD TOP

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Encontrado em: ,

Política - Naatz joga pingue-pongue e servidores municipais levam a pior.

Por Fabiano Uesler

(Clique nas imagens para ampliar e clique em continuar lendo para ler a matéria na íntegra) 


Imagem: Reprodução
A nova notícia nesta quarta dia 11/12 é de que o vereador Ivan Naatz mudou de idéia e permanece no governo até a primeira seção de 2014. Causa espanto a decisão? Não. Mesmo porque ele vai cumprir sua palavra de ficar um ano como líder do governo. Agora, que foi feio esse pingue-pongue foi, primeiro vai, depois volta. Temos todos nós o direito de mudar de idéia em várias situações, porém isso deve ser feito com maturidade e não alardeado pra que situações esdrúxulas como essa não aconteçam. Ou seja, pense antes de falar. O que aparenta a decisão? Quando alegou deixar o governo Naatz de certa maneira mostrou que voltou atrás na palavra em relação a ficar um ano como líder do governo. Voltando ao governo mantém a palavra, porém demonstra não ter “palavra” quando diz que vai sair do governo em 2013 pra se manter independente. Muita palavra pro meu gosto, confusão na certa. Bons tempos àqueles onde os homens tinham somente uma palavra e a cumpriam.

Logicamente a decisão é política e deve dar mais tempo pro governo se estabilizar, e mais tranqüilidade assim como ao vereador sair sem que seja apedrejado, crucificado e esfolado vivo, mesmo porque, logo teremos outro partido aderindo à bancada governista não teremos?


Imagem: Reprodução
Espero sinceramente que Naatz mantenha sua palavra contra o “aditivo” para Foz do Brasil, pois ainda acredito em esperança. Se vou acreditar no Naatz é outra história.

Devo discordar de uma afirmação dele quando disse: “Quero que o governo se dê bem, porque quem ganha é a cidade.” Sinceramente o termo “se dar bem” não pegou bem. Não quero que o governo se dê bem, quero que ele cumpra com sua OBRIGAÇÃO que é a de administrar nossa cidade com ética, prudência, decoro e atenção à população.

Falando em “se dar bem” quem se deu mal novamente foram os servidores públicos municipais, pois o aditivo que previa o pagamento da recomposição da perdas salariais aos servidores foi rejeitado, ou seja perspectiva de melhora? Nenhuma!

Imagem: Reprodução
“Ouvi dizer” de algumas pessoas aqui e ali que esta administração está praticando um “choque de gestão”, que o novo governo quer trabalhar com os funcionários públicos da mesma maneira que a iniciativa privada faz. Acho ótimo principalmente se eles pagarem “os mesmos salários” da iniciativa privada, garanto que os servidores não vão reclamar. A população em geral tem uma visão errônea de que o servidor público “ganha bem”, ledo engano meu caro munícipe. Quem ganha bem são os “peixes graúdos”, o servidor “ordinário”, aquele que trabalha na base e é grande maioria só ganha desde maio um baita pé nas “almofadas glúteas”. Resta saber no que mais vão arrochar os servidores públicos? Quanto ao Naatz, que também votou CONTRA os servidores, espero que se decida se vai ou se vem e principalmente se matem ou não sua palavra nos próximos eventos pois ainda há muito por vir, acreditem, a história está apenas começando.

0 comentários:

Postar um comentário