300x250 AD TOP

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Encontrado em: , , ,

Série - House of Cards - Estreia da segunda temporada da série preferida do presidente Obama

Por Rafael Alexander Marghotti
(Clique nas imagens para ampliar e clique em continuar lendo para ler a matéria na íntegra)


Noite. Região residencial de alta classe de Washington, D.C.. Ouve-se a freada brusca de um automóvel e um gemido canino, o congressista Frank Underwood (Kevin Spacey) deixa sua residência e vai em direção ao cão, seguido por Steve, seu segurança e motorista. Frank identifica que o cão pertence aos seus vizinhos e pedi que Steve vá verificar se estão em casa, quando fica a sós com o cão, Frank rompe a quarta parede, olha para o expectador e diz: “Há dois tipos de dor, a dor que te fortalece e a inútil, que se reduz a sofrimento. Não tenho paciência para coisas inúteis. Momentos como este requerem que alguém aja e faça o desagradável, o necessário (fala enquanto estrangula o cão). Pronto, a dor acabou”. E assim inicia o primeiro episódio da primeira temporada de House of Cards, série americana, produzida e exibida pelo Netflix, que mostra de forma contundente as maquinações, trapaças, jogos de poder e intrigas da política norte-americana.

Kevin Spacey como o congressista Frank Underwood
Imagem: Reprodução.
O enredo mostra a busca por mais poder de Frank Underwood (Kevin Spacey), democrata, há 22 anos congressista (deputado) e atual corregedor da câmara legislativa, foi uma peça importante na eleição do presidente Garret Walker e espera sua recompensa: o cargo de secretário de estado, mas o cargo acaba sendo entregue a outra pessoa e Frank, em suas próprias palavras, “continua desentupindo os canos e fazendo o lodo fluir”, mas ele não quer ser um encanador para sempre, então, ao lado de sua esposa e confidente incondicional Claire (Robin Wright), inicia uma grande trama para se vingar daqueles que o traíram e conquistar seu tão almejado poder. Por meio da manipulação de um jovem deputado viciado em drogas e prostitutas e de uma jovem e ambiciosa jornalista que usa todas as suas armas para subir na carreira, o plano de Frank escala até o clímax, no 13º e último episódio da primeira temporada, deixando todos que acompanham a série ansiosíssimos para a próxima temporada.

Robin Wright como Claire (esposa de Frank) e
Kate Mara como a jornalista Zoe Barnes
Imagem: Reprodução.

Imagem: Reprodução.
A segunda temporada de House of Cards estreia no dia 14 fevereiro e, assim como a primeira, não será exibida em nenhum canal de TV, nem no Brasil e nem nos Estados Unidos, mas todos os episódios estarão disponíveis na mesma data para serem assistidos online no Netflix. Se há alguns anos alguém me falasse sobre uma serie dramática que passaria exclusivamente na internet, eu logo a associaria a uma produção de baixa qualidade. Pois é, os tempos estão mudando. Além dos 3 Emmys que a série venceu no ano passado, nomes como o produtor e diretor David Fincher (Seven, Clube da Luta, Benjamin Button, A Rede Social, entre outros), o ator Kevin Spacey (Os Suspeitos, Beleza Americana e muitos outros) e a atriz Robin Wright (que já viveu a namorada hippie de Forrest Gump) deixam claro o alto nível técnico da série.


O fato é que o Netflix acertou em cheio, a série é um grande sucesso de audiência e crítica e é claro que está dando o que falar em Washington, apesar de muitos acusarem-na de ser injusta com os políticos (vê se pode!), há muitos políticos que já viraram fãs de carteirinha, segundo o site tvline.com, as séries de TV preferidas do presidente americano Barack Obama, são House of Cards, Game of Thrones e Boardwalk Empire. Especialmente em relação à House of Cards, Obama declarou ter inveja do personagem Frank Underwood, segundo o próprio Obama, “esse cara (Underwood) está fazendo muita coisa”. Sem dúvidas, se Obama tivesse o mesmo poder de manipulação e influência de Underwood, já teria pelo menos aprovado a reforma da saúde, na qual enfrenta uma dura disputa contra a bancada republicana na assembleia desde 2011.

Trailer da Segunda Temporada

0 comentários:

Postar um comentário