300x250 AD TOP

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Encontrado em: , , ,

Vocação - Escolher o que vai fazer pelo resto da vida.


Por Talita Rudolf
(Clique nas imagens para ampliar e clique em continuar lendo para ler a matéria na íntegra)

Quando você sai do ensino médio tem um mundo de oportunidades a sua frente, mas logo precisa escolher o que vai fazer da vida e pro resto dela. Algo que você goste de fazer e que seja um emprego ao invés de um “trabalho”, se é que você me entende.

Demorei muito para escolher qual a profissão eu gostaria de ter. Foram alguns anos com o dilema de escolher um curso na faculdade. Sempre quis trabalhar com pessoas isso era certo. Mas passei a pensar com que tipo de pessoas que eu gostaria de trabalhar. Turismo era uma ótima ideia, seria divertido! Pessoas diferentes quase todos os dias, lugares novos, coisas para aprender e também para mostrar as pessoas. Foi então que começaram as surgir os “contras” dessa profissão. Eu iria visitar milhares de vezes os mesmos lugares, ouvir milhares de vezes os mesmos comentários e isso não me faria mais feliz muito antes mesmo de eu me aposentar. ME APOSENTAR???? Eu nem sequer tinha iniciado o curso na faculdade e já estava pensando na aposentadoria, isso não podia ser um bom sinal!

Imagem: Reprodução
Quando se gosta do que se faz você não quer que acabe... quer sempre poder fazer mais. Porque ser feliz é isso aí: gostar das coisas que se faz. Viajar, ouvir música, dançar, rir, cantar, ler e por que não TRABALHAR! Onde mais eu poderia encontrar um emprego onde eu pudesse fazer tudo o que eu gosto?! Onde eu pudesse viajar, ouvir música, dançar, cantar, rir, ler?!Foi aí que tive certeza de qual seria a minha profissão. Não tinha como ser outra, fazer tudo o que eu mais gosto sem parecer boba, muito pelo contrário eu seria exemplo.

Eu escolhi ser PROFESSORA na educação infantil! Onde mais eu poderia me divertir e aprender enquanto ensino, e ensinar seria o meu trabalho. Estou trabalhando na minha primeira oportunidade desde que comecei a faculdade. Foi o melhor ano de trabalho da minha vida. Quando entro na escola onde eu trabalho, todos os problemas ficam do lado de fora. Fiz grandes amigas e aprendi muito com os pequeninos e também com algumas mamães.

Quando escolhi pedagogia, pesei os prós e os contras. Os contras eram apenas os salários que não condizem com a profissão, afinal sem um professor o que seriam das outras tantas profissões? Elas provavelmente nem existiriam. E então vieram o prós, eram tantos, mas tantos que ficava difícil enumerar mas o primeiro e mais importante era que nenhuma única vez eu pensei em me aposentar.

Imagem: Reprodução
Eu trabalharia com pessoas (pequenas pessoinhas), eu teria coisas novas a ensinar e aprender todos os dias, sem exceção. Mesmo sem sair do lugar eu viajaria todos os dias, iria ler, cantar, dançar, ouvir música e rir, rir muito. Claro que eu sabia que nem todos os dias seriam flores, algumas vezes eu iria chorar e algumas vezes eu iria me zangar, mas tudo passava tão rápido que fazia valer cada minuto. Não vou dizer que não terá dias em que você preferia ficar em casa, mas não terá um único dia que você desejasse ter outro emprego.

Todas as profissões são boas, ruim é não ter uma! Só que cada pessoa é uma pessoa, e tem suas preferências. O que eu quero dizer com tudo isso é que quando a gente faz boas escolhas e escolhas certas as coisas se tornam melhores e a felicidade que todo mundo procura vem sozinha, como uma borboleta num jardim bem cuidado!

4 comentários:

  1. show de bola Talitaaa! Parabéns!!! Gi ;D

    ResponderExcluir
  2. Amei , adorei ,quando vc escreveu todas profissões são boas,RUIM É NÃO TER NENHUMA.achei vc mais madura e SABE o que quer pra VIDA.é ISSO AI .toda sorte do mundooo pra vc gata .....nesse novo desafio da sua vida.PARABENS...

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelo carinho nos comentário :)

    ResponderExcluir