300x250 AD TOP

domingo, 6 de julho de 2014

Encontrado em: ,

História - A Origem do Cifrão $ $ $

Fonte: "Portal Moedas do Brasil"

Com o correr dos tempos as moedas passaram a ter uma representação gráfica, geralmente constituída de duas partes: a designação abreviada do padrão monetário, que varia em cada país, e o cifrão, símbolo universal do dinheiro. A propósito, conta a mitologia grega que o lendário Heracles (Hércules), para realizar um de seus doze trabalhos, teria necessidade de transpor uma enorme montanha. Dispondo de pouco tempo para a escalada, resolveu abrir o caminho rachando a montanha, separando-a em duas. De um lado ficou o monte Gibraltar, e, de outro, o Monte Acho. As duas colunas, assim separadas, passaram a denominar-se as "Colunas de Hércules".


Monumento às Colunas
de Hércules, em Gibraltar
Nos anos 700 da era cristã, incursões muçulmanas levaram ao continente europeu a cultura árabe que, mais tarde, se espalhou pelo mundo, com as conquistas europeias, especialmente de portugueses, espanhóis, franceses, ingleses e holandeses.
Táriq, um general árabe, para alcançar a Europa, teria partido da Arábia e passado, sucessivamente, pelo Egito, desertos do Saara e da Líbia, Tunísia, Argélia e Marrocos; cruzando o estreito das Colunas de Hércules e chegado, finalmente, à Espanha. Esse estreito, a partir do século VIII, passou a denominar-se Djebel-el-Táriq e, atualmente, tem o nome de estreito de Gibraltar, palavra que se origina do árabe Djabal. Táriq mandou gravar, em moedas, uma linha sinuosa, em forma de "S", representando o longo e tortuoso caminho percorrido. Cortando essa linha sinuosa mandou colocar, no sentido vertical, duas colunas paralelas, representando as Colunas de Hércules, com o significado de força, poder, perseverança. O símbolo assim gravado nas moedas - $ -, simplificado com uma única haste por questões gráficas, passou a ser reconhecido, mundialmente, ao longo do tempo, como cifrão, representação gráfica do dinheiro.

Outra versão


Não são poucas as versões sobre a origem do símbolo cifrão. A contada acima, presente no site da Casa da Moeda do Brasil, traz o cifrão como uma "invenção" dos primórdios da nossa história. No entanto, uma outra versão traz essa história para tempos mais recentes, para o século XVII.
Nesta versão, em comum, estão as Colunas de Hércules porém, a origem do símbolo teria vindo da Bolívia, a partir da representação do brasão espanhol nas moedas de prata produzidas na cidade de Potosi. As Colunas de Hércules no brasão assumiram a forma de duas barras verticais contornadas por uma faixa em forma de "S" deitado originando, mais tarde, o símbolo cifrão.
A cidade de Potosi, Bolívia (na época, Alto Peru), alcançou seu apogeu durante o século XVII tornando-se a cidade mais rica do mundo devido à exploração de suas minas de prata. Sob domínio espanhol, a Casa Real de la Moneda de Potosi cunhava os reales de prata que traziam, em seu anverso, o brasão espanhol formado por uma coroa sobre dois hemisférios da Terra e tudo entre as Colunas de Hércules. Com o tempo, a coroa e os dois hemisférios foram substituídos por uma flâmula entranhada nas colunas com formato semelhante a um "S" deitado. Daí, para se transformar no S cortado por duas barras horizontais, teria sido um caminho natural.

Símbolos monetários

Alguns países adotam o cifrão na composição de seu símbolo monetário. Principalmente, nos países onde a moeda é chamada dólar ou peso.
símbolomoedapaís
R$realBrasil
Mex$pesoMéxico
$MNpesoCuba
US$dólarEUA
C$dólarCanadá
NZ$dólarNova Zelândia
A$dólarAustrália
HK$dólarHong Kong
Fontes: Casa da Moeda do Brasil: 290 anos de história, 1694/1894,
Wikipédia; Revista História - Editora Abril; imagens retiradas da Internet
 

 dicionário

(1) Cifrão: Do árabe "cifr", que seria em português "cifra". Símbolo universal indicador de moeda, dinheiro. Um S maiúsculo cortado verticalmente por duas barras paralelas.

0 comentários:

Postar um comentário