300x250 AD TOP

domingo, 9 de março de 2014

Encontrado em: , ,

Historia - A Prainha

Arquivo Adalberto Day/colaboração Rubens Heusi / José Reis Pfau
  
Desde a fundação da cidade de Blumenau, um dos locais favoritos para um bom banho (se refrescar) era principalmente na “Prainha” no Rio Itajaí Açu. O primeiro registro de afogamento foi com um dos primeiros colonizadores, em 1852 – Daniel Pfaffendorf.
Imagem: Arquivo Arquivo Adalberto Day
Pesca de Robalo e descanso na PrainhaImagem: Arquivo Arquivo Adalberto Day


Restaurante Moinho do Vale  Década de 80
Imagem: Arquivo Arquivo Adalberto Day
A partir dos anos 1950, os Blumenauenses, começam a explorar o litoral, dando inicio ao desenvolvimento dessas regiões litorâneas. Um exemplo foi o Balneário de Camboriú, que começou a se desenvolver rapidamente 

Balneário de Camboriú em 1962
Imagem: Arquivo Arquivo Adalberto Day
Balneário de Camboriú na década 70
Imagem: Arquivo Arquivo Adalberto Day
 História :
- Em 1878 a colônia de Blumenau crescia e a embarcação existente (Vapor Progresso) já não era mais suficiente para atender a demanda, sentiu-se então a necessidade de uma embarcação maior. 
Adquirido na Alemanha em 1894 e montado na cidade de Itajaí, o Vapor Blumenau navegou pela primeira vez em 1895 (desativado em 29 de outubro de 1959). Ele foi a segunda embarcação a vapor a fazer a ligação entre Blumenau e o porto de Itajaí. Além do transporte de pessoas para regiões vizinhas, transportava também mercadorias. Com 28 metros de comprimento, 4m40cm de largura e 2m10cm de altura, o Vapor Blumenau tinha potência de 80 cavalos. Devido à construção da estrada de ferro, o escoamento da produção e o transporte de passageiros passaram a ser feitos pela ferrovia. 
Na década de 50, já não havia mais demanda para a navegação do Vapor, quando foi desativado. Reformada, hoje a embarcação faz parte da história de Blumenau e abriga um pequeno museu contando sua história através de painéis explicativos.

O Restaurante Moinho do Vale , a concha Acústica doada a comunidade em 1986 pela Empresa Artex, tornaram mais bonita nossa prainha. E todo o paisagismo ao redor em nossos dias correntes.
Foto: Willy SievertArquivo Arquivo Adalberto Day
Local: Praça Juscelino Kubitschek de Oliveira (Prainha) – Bairro Ponta Aguda

4 comentários:

  1. Fabiano
    Era assim mesmo conforme relatei na postagem. A vida em Blumenau desde a fundação para os alemães mais acostumados com o frio, sentiam aqui o nosso verão, e para isso banhavam-se sim especialmente na prainha. E já e em 1852 o primeiro afogamento. Passados quase 100 anos da fundação a demanda para a compra de terras no litoral foi grande e essa tradição se mantém até os dias correntes. Essa história conto, pois recebi as fotos do amigo Rubens e não sabia onde encaixar, pois falo de Blumenau então introduzindo as mesmas, pude contar através da fundação um pouco de nossa história. Interessante que já havia dito a ele que não postaria, ele entendeu, mas durante a madrugada surgiu essa ideia.
    Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Blumenau

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adalberto, essas histórias servem para muitos como descoberta de fatos que muitos não conhecem. Nossa história é rica em seu povo e em seu valor. A Prainha já desempenhou papéis muitos importantes em nosso município, quando usado como balneário, e quando usado como palco cultural. É pena que hoje esteja relegada ao esquecimento. Abraços.

      Excluir