300x250 AD TOP

domingo, 13 de abril de 2014

Encontrado em: , ,

Trânsito - O verdadeiro significado do Maio Amarelo


No Brasil, durante o mês de maio, haverá muitas manifestações, movimentos, abordagens a condutores e pedestres, dentre outras ações por conta do Movimento Internacional Maio Amarelo. Mas, não basta mobilizarmos a sociedade, iluminarmos os monumentos e nossas casas de amarelo, ou mesmo irmos para a rua e entregar panfletos às pessoas se não soubermos o verdadeiro significado do Maio Amarelo.
Não basta só saber que o amarelo é a cor da advertência no trânsito e que maio é o mês em que a ONU decretou a Década de Ações para a Segurança no Trânsito e a Semana Mundial de Segurança do Pedestre. É preciso mais! É preciso compreender o sentido e o significado dessas ações.

Precisamos saber que o fitilho usado na lapela simboliza a advertência pelas cerca de 1,3 milhão de vítimas fatais no trânsito de 178 países e os mais de U$ 518 bilhões gastos anualmente em todo o mundo em decorrência dos acidentes.

Precisamos saber que 90% das mortes são em países de baixa e média renda, dentre eles o Brasil.

As pessoas precisam saber que a Década de Ações para a Segurança Viária é um pacto entre as nações para reduzir pela metade os acidentes, as mortes, o número de feridos e sequelados e que enquanto a média mundial é de 18 mortos a cada 100 mil habitantes, no Brasil morrem 22 pessoas no trânsito a cada 100 mil habitantes. E o desafio brasileiro de baixar para 11 mortos a cada 100 mil habitantes é ainda maior diante de uma projeção de que cheguemos em 2020, ao final da Década, com 1,9 milhões de pessoas mortas no trânsito em todo o mundo.

É fundamental o envolvimento da população em todas as ações educativas e preventivas de trânsito e, neste sentido, o que o Maio Amarelo quer lembrar é que todas essas ações e as estratégias dos governos para redução da acidentalidade se sustentam nos cinco pilares básicos propostos pela ONU:

1. Fortalecimento da gestão da segurança no trânsito;

2. Infraestrutura viária adequada;

3. Segurança veicular;

4. Comportamento e segurança dos usuários;

5. Atendimento ao trauma, assistência pré-hospitalar, hospitalar e reabilitação.

É fato que se o Brasil não conseguir cumprir a meta de reduzir pela metade a acidentalidade e as mortes no trânsito não receberá nenhuma punição mesmo porque a adesão à proposta da ONU é um pacto pela preservação da vida no trânsito e não um compromisso formal do Estado brasileiro, tampouco sujeito a sanções econômicas ou de qualquer tipo.

A pior punição que receberemos é a violência no trânsito, são as mortes e consequências das mazelas sociais que não conseguimos combater por falta de autocuidados, de ações de engenharia de segurança no trânsito, de fiscalização e de educação. Nossa punição será moral e vergonhosa diante do mundo e dos próprios cidadãos brasileiros cujas vidas não estamos conseguindo poupar.

Por isso, é muito importante que o Maio Amarelo seja permanente, durante todos os meses do ano. É fundamental que a sociedade esteja alerta durante todos os dias do ano e que cada um faça a sua parte.

É fundamental que durante as ações e abordagens educativas em via pública as pessoas não recebam displicente e aleatoriamente um panfleto que vão deixar mofar na bolsa ou atirar na primeira lixeira. Mas, sim, que recebam informações sobre autocuidados para manterem-se vivas no trânsito.

É imprescindível que quem vá abordar e entregar os panfletos conheça os argumentos da Década e do Maio Amarelo para plantar a sementinha da sensibilização para a conscientização e dos autocuidados no trânsito.

Durante todo o mês do Maio Amarelo eu estarei nas ruas junto com meu time, abordando, conversando com as pessoas, informando, esclarecendo e pedindo que tenham autocuidados no trânsito para saberem cuidar e proteger as suas vidas e as vidas de outras pessoas.
Comissão organizadora Maio Amarelo em Blumenau
Mas, de nada vai adiantar pedir que cuidem da vida dos outros se não souberem cuidar de suas próprias vidas. De nada vai adiantar entregar panfletos, decorar a cidade, trazer a banda de música e acender os holofotes se o compromisso do cidadão, do poder público e da sociedade organizada não for existencial, diário e permanente para com a segurança das pessoas no trânsito. Este sim, é o verdadeiro significado do Maio Amarelo.


Imagens: Reprodução

0 comentários:

Postar um comentário