300x250 AD TOP

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Encontrado em: , ,

Trânsito - População pode consultar estatísticas de acidentes no Portal da Transparência


Qualquer cidadão, profissional do trânsito, imprensa, professor, presidente de Associação  de Moradores, de Conselhos Comunitários de Segurança e demais interessados em acompanhar as estatísticas de acidentes de trânsito na cidade de Blumenau pode fazer isso em tempo real, no site do Portal da Transparência, da Prefeitura Municipal de Blumenau. Os dados são reais, confiáveis, gerados e atualizados por pessoal competente a partir dos registros de Boletins de Ocorrência dos Acidentes de Trânsito (BOAT) na cidade. Eu mesma, só utilizo as estatísticas oficiais do Portal da Transparência, no site oficial do município, para os estudos estatísticos que fundamentam meus artigos.


Fonte: http://www.blumenau.sc.gov.br/transparencia

Ainda assim, me causa estranheza que tais números que passo dias queimando a mufa para analisar, utilizando os filtros e ferramentas disponíveis no Portal da Transparência, tenham sido contestados como não REAIS, que semanticamente têm o mesmo significado de fantasiosos, ilusionistas, fora da realidade, e por aí vai. Mas, se tratando de números oficiais publicados pelo próprio município?

Tudo bem que os dados públicos para consulta não informam ainda quantos acidentes de trânsito envolvem ciclistas ou quantas motos, nem os acidentes por gravidade, o sexo, a idade ou faixa etária das vítimas e as causas prováveis. O tempo de habilitação dos condutores envolvidos também é um dado importante porque pode fornecer indicativos de acidentes por imperícia. 

Saber quantos condutores embriagados se envolveram em acidentes e o custo desses acidentes para o município também são informações de grande relevância, que se poderia acessar com apenas um clique no Portal da Transparência. Por enquanto ainda não temos, mas confio que teremos.

Por enquanto, qualquer cidadão pode acessar a base de dados e verificar, inclusive com gráficos, os números de acidentes registrados por tipo (choque, colisão, atropelamento, abalroamento, capotamento, engavetamento), subtipo, pelo número do laudo, rua, número, data e hora. Pode consultar as condições do tempo no momento do acidente, número de vítimas, bairro, veículos danificados, sem danos, veículos evadidos, fase do dia, dia da semana e mês. 

O sistema também possibilita a filtragem dos dados por períodos anteriores (dias, semanas, meses, ano), possibilitando a comparação que esclarece se houve ou não aumento no número de acidentes entre períodos. 

Assim como a via é pública, as consequências dos acidentes também são e isso diz respeito à cada um de nós, à toda a sociedade. Por isso mesmo é que tudo que envolva números, principalmente os números da acidentalidade, exigem muita responsabilidade na pesquisa, coleta, análise dos dados, tabulação e interpretações. 

Quando se dispõe destes dados para a sociedade, as associações de moradores e Conselhos de Segurança dos bairros podem conhecer melhor a realidade das vias públicas de seus bairros  e atuar, com a legitimidade que lhes cabe, para buscar parcerias e contribuir para as melhorias e soluções. 

Quando o professor conhece as estatísticas de acidentes nos arredores da escola, por exemplo, ele pode trazer recortes dessa realidade para dentro da sala de aula e trabalhar de forma interdisciplinar o tema trânsito com seus alunos em diferentes disciplinas e contextos.

Quando o morador, transeunte ou usuário motorizado de uma determinada via, numa determinada rua de um determinado bairro sabe onde ficam os pontos mais críticos, o tipo de acidente mais provocado e outros detalhes, todos têm como redobrar os autocuidados e desenvolver atitudes, práticas e comportamentos seguros e defensivos. 

Quando a imprensa dispõe de uma base de dados detalhada, com informações refinadas e atualizadas, não precisa ficar incomodando os homens públicos ou desviar-lhes a atenção de suas muitas tarefas para fornecer números que poderiam estar lá, na ponta do mouse, só bastando clicar numa base de dados confiável e fundamentar suas pautas e reportagens. 

Outra função das estatísticas, naturalmente, é orientar o poder público para os pontos que necessitam de mais fiscalização, melhorias na via, na sinalização, dentre outros fatores, além de indicar necessidades de campanhas educativas, preventivas e corretivas de trânsito. 

Esperamos que a sociedade se interesse mais pela busca e pesquisa de dados estatísticos sobre os acidentes de trânsito em nossa cidade. Até para que acompanhe esta realidade, reflita e mude seus comportamentos e atitudes para que sejam mais seguros. Mas, principalmente, para que os números oficiais e reais não lhes causem estranheza quando divulgados.  

Se você se interessou em saber mais sobre as estatísticas de acidentes na sua rua, no seu bairro e em toda Blumenau, este é o link do Portal da Transparência:
http://www.blumenau.sc.gov.br/transparencia/transitogx.aspx.

Os dados são confiáveis e reais, até porque são gerados e atualizados pelo Seterb a partir dos boletins de ocorrência registrados pela Guarda Municipal de Trânsito. Eu confio e só pesquiso no Portal da Transparência.

0 comentários:

Postar um comentário