300x250 AD TOP

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Encontrado em: , ,

Política - 2014, o ano em que nada mudou!



Faz um bom tempo que não escrevo um texto político e quer saber por quê? A resposta é óbvia, a política brasileira em geral é um grande pleonasmo, ou seja, mais do mesmo. Mudam as caras, mas a política “boa e velha” de sempre permanece.

A candidata à presidência Marina Silva (PSB) levou um “pito” do pastor Silas Malafaia e recuou no apoio às causas LGBT. Marina que afirma ser uma “Nova Política” agiu como os políticos que conhecemos e pra não perder o apoio dos evangélicos pôs a “cabeleira entre as pernas” e recuou no apoio em seu plano de governo onde apoiava as causas LGBT. Pois é... Quem deve, teme... Pergunto-me se quando eleita quantas pautas ou quantos recuos ela daria por conta da pressão de pastores? 

Já Dilma Rousseff (PT) enxerga nisso uma oportunidade (será que o PT é oportunista?) em seu favor. Convenhamos, quanto mais o tempo passa mais percebemos que Dilma foi um fantoche, foi uma montagem petista para a continuação do mandato dos colegas de Fidel. Sua inabilidade em discursos só se compara à sua incapacidade em manter uma economia estável. O Governo Federal tentou de toda maneira possível com o uso de sua “Contabilidade Criativa” mascarar a inflação que nos salta aos olhos e a derrocada financeira à qual caminhamos. Se Dilma ganhar, continuam com a “Criatividade Econômica”, se ela perder o PT terá um bom pretexto para ser oposição, pois o próximo governo terá literalmente um “abacaxi econômico” em suas mãos. 

Quanto a Aécio Neves (PSDB) só posso perguntar, quem é Aécio mesmo? A mesma pergunta faço a todos os três principais candidatos, qual a importância deles para o Sul? O que eles farão em benefício da região Sul do Brasil? A resposta pode chatear muita gente, pois garanto pela história da política nacional nos últimos anos que eles farão pouco ou quase nada...

Agora, em relação aos candidatos ao governo de Santa Catarina o que posso dizer? Raimundo Colombo (PSD) que não é Cristóvão afirma em seu programa com orgulho no peito que criou 10 (dez) novos hospitais no estado! Pergunto, só dez? Em décadas de saúde pública precária ele criou somente dez hospitais? Dez hospitais com o selo de qualidade SUS de atendimento, que nos primeiros anos ou até meses parecem de primeiro mundo e logo se deterioram e tornam-se os hospitais clichês que tantos conhecemos. Sr. Colombo quanto aos seus dez hospitais, o Sr não fez mais do que sua obrigação, digo mais, fez poucos hospitais, muito menos do que precisamos. Quanto aos outros candidatos, quem são eles mesmo?

Se for falar em Blumenau temos o “repeteco” de sempre, Jovino Cardoso (DEM) para deputado Federal. Posso dizer que este candidato está “investindo” em placas, pois às vejo aos montes pela cidade. Quanto a Décio Neri de Lima (PT) (também investe em placas) e João Paulo Kleinübing (PSD) o que pode ser dito? JPK deve tentar concorrer a prefeito de Blumenau novamente nas próximas eleições municipais e deve ganhar. Napoleão traumatizou tanto o Blumenauense que muitos preferem votar em “suspeitos” de corrupção do que nele no próximo pleito municipal. Já Décio quer manter o emprego de político profissional, na verdade todos querem!

Vocês já ouviram falar dos nomes Ana Paula de Souza Lima (PT), Ismael dos Santos (PSD), Ivan Naatz (PDT), Jean Kuhlmann (PSD), Jens Mantau (PSDB), Zeca Bombeiro (SD) Marcelo Schrubbe (PSB), Marco Antonio Wanrowski (PSDB) e Wanderlei de Oliveira (PT)? Pois é, replay dos mais feios, parece até cessão da tarde. Garanto que “uns ou outros” que talvez tenham sido citados ou talvez não tenham sido citados, tanto candidatos à Deputado Federal quanto a Deputado Estadual fizeram uma “lambança” no município e agora devem tentar fazer uma lambança no governo estadual ou federal. 


Vi candidatos que só vemos em terminais urbanos em época de eleição, nestes tempos eles estão nas ruas juntos ao seu “povo” (ver vídeo Jingle Político que fala a verdade). São os que pedem apoio aos “irmãos” usando os evangélicos e demais agremiações religiosas como massa de manobra. Opa, isso acontece em nível nacional também não é Dona Marina Silva? O restante não mencionado nada mais é do que “amido de milho” que serve pra engrossar o caldo.

Não existe nova política caros leitores, pra isso acontecer NÓS precisamos mudar a maneira de votar e não nos deixar enganar pelo mais sorridente em época de campanha. Devemos analisar a vida política e pessoal de todos os candidatos para saber que tipo de pessoa ele ou ela é com sua família. Como age com pouco ou muito poder, como “trabalha” quando eleito nos mais diversos cargos políticos. Chega de votar em sorriso, chega de votar em de dá combustível ou em quem é mais simpático em ano de eleição.

Invariavelmente os candidatos dizem que vão fazer mais pela “saúde”, “educação” e pelos “pobres” (assista o vídeo Programa Político) do bairro, da cidade, do estado ou do país, mas no final das contas eles fazem é mais por eles mesmos, eles fazem é mais do mesmo.


Não deixe de assistir aos vídeos abaixo, garanto que você rirá muito com a semelhança aos nossos políticos "de verdade".


Jingle Político que fala a verdade


Programa Político


0 comentários:

Postar um comentário